sexta-feira, 28 de dezembro de 2012


Voce não está só ,Deus está em toda parte ao mesmo tempo em redor de voce.dentro de voce...jamais voce voce está desamparado ,nunca está só não permita que a magoa o perturbe ,procure manter-se calmo para ouvir a voz silenciosa de Deus dentro de voce assim poderá superar todas as dificuldades que aparecerem em seu caminho e há de descobrir a verdade que existe em todas as coisas e pessoas.

"A arte de calar" Calar sobre sua própria humildade Calar sobre os defeitos dos outros é caridade Calar quando a gente está sofrendo é heroismo Calar diante do sofrimento alheio é covardia Calar diante da injustiça é fraqueza Calar quando o outro lado está falando é delicadeza Calar quando o outro espera uma palavra é omissão Calar quando não há necessidade de falar é prudencia Calar quando Deus nos fala no coração é silencio.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012


Algumas vezes só conseguimos perceber os nossos defeitos. Mas, devemos refletir que dentro de cada um de nós a uma rosa, nossas qualidades, e que os espinhos, nossos defeitos sempre existirão, mas podemos trabalhá-los. Neste sábado trago uma parábola para que possamos refletir sobre esse aspecto. Leiam e reflitam!! Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente. Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou, "Como pode uma flor tão bela vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?" Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa e antes mesmo de estar pronta para desabrochar, ela morreu. Assim é com muitas pessoas. Dentro de cada alma há uma rosa: São as qualidades dadas por Deus. Dentro de cada alma temos também os espinhos: São as nossas faltas. Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos. Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior. Nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e consequentemente, isso morre. Nunca percebemos o nosso potencial. Algumas pessoas nao vêem a rosa dentro delas mesmas. Portanto alguém mais deve mostrar a elas. Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas. Esta é a característica do amor. Olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas. Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajudá-la a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições. Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, elas superarão seus próprios espinhos. Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes. Portanto sorriam e descubram as rosas que existe dentro de cada um de vocês e das pessoas que amam... Amigos vamos procurar essa rosa, para que possamos superar nossos espinhos

1- Hoje é o dia mais importante da sua vida. Não o sobrecarregue com lembranças dolorosos do ontem, nem com temores covardes do amanhã. Viva o dia de hoje com entusiasmo e harmonia. 2- Construa você mesmo sua Vida. Não permita que opiniões e erros alheios o conduzam ao fracasso. 3- Irradie amor, carinho e simpatia. Não guarde seus tesouros espirituais, pois, quando mais alegria e amor espalhares, mais feliz será. 4- Não espere pelos outros. Tua grande fonte de energia está em ti mesmo- se souberes utilizá-la verás quanto já és próspero e forte. 5- Seja pontual, sincero e exigente consigo mesmo. Quem não se disciplina desperdiça tesouros de energia física e mental, acabando por destruir-se , lembre-se que o tempo deve ser usado com sabedoria. 6- Cuide de teu corpo e tua mente, conservando ambos sadios. Como os males de um se refletirão no outro, os dois merecem, por igual, ter cuidado. Alimente sua mente com pensamentos positivos e saudáveis para que seja refletido em seu corpo. 7- Tenha paciência. Jamais duvide da vida e de que a vitória pertence aos que sabem esperar o momento certo de agir. Não tenha pressa, tudo tem seu tempo. 8- Fuja da extravagância e do desperdício. Os dois são próprios do desequilíbrio. A vida é um bem inestimável. 9- Faça diariamente uma avaliação de tua vida. Veja o que realmente deve dar importância, se não estás desperdiçando seu tempo com coisas inúteis como preconceitos e ressentimentos, pois tudo gira em torno da paz e harmonia. 10- Ao tomar uma decisão consistente e livre, jamais te afaste dela. Seja seguro em suas decisões. Saber querer é a base para vencer. Com otimismo tudo se resolve. É amigos que possamos usar esses mandamentos, desta forma tornando nossa vida cada vez melhor!!

Problemas existem tanto no trabalho, em casa. A nossa vida é repleta deles, porém não podemos nos deixar envolver por esses problemas. No dia de hoje trago uma mensagem de reflexão sobre isso, saiba separar as coisas, deixar os problemas de lado nas horas certas e verás como viverá muito melhor. Reflitam!! Esta é uma história de um homem que contratou um carpinteiro para ajudar a arrumar algumas coisas na sua fazenda. O primeiro dia do carpinteiro foi bem difícil. O pneu da seu carro furou. A serra elétrica quebrou. Cortou o dedo. E ao final do dia, o seu carro não funcionou. O homem que contratou o carpinteiro ofereceu uma carona para casa. Durante o caminho, o carpinteiro não falou nada. Quando chegaram a sua casa, o carpinteiro convidou o homem para entrar e conhecer a sua família. Quando os dois homens estavam se encaminhando para a porta da frente, o carpinteiro parou junto a uma pequena árvore e gentilmente tocou as pontas dos galhos com as duas mãos. Depois de abrir a porta da sua casa, o carpinteiro transformou-se. Os traços tensos do seu rosto transformaram-se em um grande sorriso, e ele abraçou os seus filhos e beijou a sua esposa. Um pouco mais tarde, o carpinteiro acompanhou a sua visita até o carro. Assim que eles passaram pela árvore, o homem perguntou: - Porque você tocou na planta antes de entrar em casa ??? - Ah! esta é a minha Árvore dos Problemas. - Eu sei que não posso evitar ter problemas no meu trabalho, mas estes problemas não devem chegar até os meus filhos e minha esposa. - Então, toda noite, eu deixo os meus problemas nesta Árvore quando chego em casa, e os pego no dia seguinte. - E você quer saber de uma coisa? - Toda manhã, quando eu volto para buscar os meus problemas, eles não são nem metade do que eu me lembro de ter deixado na noite anterior. Queridos amigos!! Muitas vezes tornamos um problema em algo absurdo, sendo que o mesmo nem merece tamanha dimensão. Que tal termos uma árvore de problemas também? Vamos aprender a deixar cada problema em seu lugar para que possamos levar uma vida boa e até para que possamos resolvê-los da melhor forma.

Precisamos confiar em nosso sentimento. Quanto gostamos de alguém e temos confiança precisamos retribuir o sentimento e confiar em nosso coração. Hoje trago uma mensagem que nos faz refletir sobre confiar em nosso sentimentos, não nos deixando levar pela cabeça dos outros. Reflitam!! Um lenhador acordava todos os dias às 6 horas da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, só parando tarde da noite. Ele tinha um filho lindo de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bichano de estimação e de sua total confiança. Todos os dias, o lenhador — que era viúvo — ia trabalhar e deixava a raposa cuidando do bebê. Ao anoitecer, a raposa ficava feliz com a sua chegada. Sistematicamente, os vizinhos do lenhador alertavam que a raposa era um animal selvagem, e, portanto, não era confiável. Quando sentisse fome comeria a criança. O lenhador dizia que isso era uma grande bobagem, pois a raposa era sua amiga e jamais faria isso. Os vizinhos insistiam: Lenhador, abra os olhos! A raposa vai comer seu filho. Quando ela sentir fome vai devorar seu filho! Um dia, o lenhador, exausto do trabalho e cansado desses comentários, chegou à casa e viu a raposa sorrindo como sempre, com a boca totalmente ensangüentada. O lenhador suou frio e, sem pensar duas vezes, deu uma machadada na cabeça da raposa. A raposinha morreu instantaneamente. Desesperado, entrou correndo no quarto. Encontrou seu filho no berço, dormindo tranqüilamente, e, ao lado do berço, uma enorme cobra morta. Queridos amigos!! Vamos confiar em nosso sentimento e nas pessoas que gostamos, pois nesse mundo o que não faltam são pessoas com maldade no coração querendo destruir qualquer tipo de relacionamento.

Em tempos bem antigos, um rei colocou uma pedra enorme no meio de uma estrada. Naquele momento ele se escondeu e ficou observando se alguém tiraria a imensa rocha do caminho. Alguns mercadores e homens muito ricos do reino passaram por ali e simplesmente deram a volta pela pedra. Alguns até esbravejaram contra o rei dizendo que ele não mantia as estradas limpas, mas nenhum deles tentou se quer remover a pedra dali. De repente, passa um camponês com uma boa carga de vegetais. Ao se aproximar da imensa rocha, ele pôs de lado a sua carga e tentou remover a rocha dali. Após muita força e suor, ele finalmente, com muito jeito, conseguiu mover a pedra para o lado da estrada. Ele voltou a pegar a sua carga de vegetais mas notou que havia uma bolsa no local onde estava a pedra. Foi até ela e viu que a bolsa continha muitas moedas de ouro, e um bilhete escrito pelo rei que dizia: "Todo obstáculo contém uma oportunidade para melhorarmos nossa condição..."

Nosso dia depende de nós, nós somos capazes de mudar situações ou tratá-las de forma diferente. No dia de hoje trago o link de um vídeo para que possamos fazer essa reflexão. Reflitam!! Muitas vezes não paramos pra pensar, mas somos nós que podemos ou não melhorar nosso dia. Quantas vezes vamos dormir já pensando que o dia de amanhã será chato, que estamos cansados, que tudo parece não dar certo. Vamos lá mude seu pensamento, mude sua energia, tudo depende de você. Faça a sua escolha, pergunte-se que dia eu desejo para mim amanhã? Façam isso amigos e vá em busca de seus ideais. Vejam este vídeo e comece a agir, pois tudo depende apenas de você: Depende de mim Queridos amigos!! Mesmo diante de momentos difíceis, de tristeza, jamais esqueça do seu poder de mudar as coisas, faça a sua vida acontecer, acredite e verá que conseguirá mudar e fazer de seus dias, dias muito melhores.

Você acredita que viver não dói? Isso mesmo. Trago hoje uma mensagem que nos faz refletir sobre o sofrimento, sobre como nós criamos expectativa e ilusão e esquecemos de viver e aproveitar o que nos foi dado! Reflitam!! Definitivo, como tudo o que é simples. Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram. Por que sofremos tanto por amor? O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz. Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projecções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos. Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar. Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada. Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar. Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: Se iludindo menos e vivendo mais!!! A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade. A dor é inevitável. O sofrimento é opcional. Por Carlos Drummond de Andrade Queridos amigos!! Reclamamos de mais e aproveitamos pouco o lado bom da vida, ao invés de ficar parado no tempo reclamando de tudo e de todos, deveríamos agradecer por tudo de bom que já aconteceu, e fazer algo pra continuar acontecendo coisas boas em nossa vida. Devemos sonhar sim! Mas não esqueça de por em prática para que não somente fique em nossa imaginação, mas para que nós possamos aproveitar mais a vida sem tanto sofrimento e frustrações! E você? Acredita que viver não dói?

A felicidade não esta em sua janela? Tem certeza? No dia de hoje trago uma pequena mensagem para refletirmos sobre onde encontrar a felicidade, ela pode estar bem mais perto do que você imagina... Reflitam! Houve um tempo em que a minha janela se abria para um chalé. Na ponta do chalé brilhava um grande ovo de louça azul. Nesse ovo costumava pousar um pombo branco. Ora, nos dias límpidos, quando o céu ficava da mesma cor do ovo de louça, o pombo parecia pousado no ar. Eu era criança, achava essa ilusão maravilhosa e sentia-me completamente feliz. Houve um tempo em que a minha janela dava para um canal. No canal oscilava um barco. Um barco carregado de flores. Para onde iam aquelas flores? Quem as comprava? Em que jarra, em que sala, diante de quem brilhariam, na sua breve existência? E que mãos as tinham criado? E que pessoas iam sorrir de alegria ao recebê-las? Eu não era mais criança, porém a minha alma ficava completamente feliz. Houve um tempo em que minha janela se abria para um terreiro, onde uma vasta mangueira alargava sua copa redonda. À sombra da árvore, numa esteira, passava quase todo o dia sentada uma mulher, cercada de crianças. E contava histórias. Eu não podia ouvir, da altura da janela; e mesmo que a ouvisse, não a entenderia, porque isso foi muito longe, num idioma difícil. Mas as crianças tinham tal expressão no rosto, a às vezes faziam com as mãos arabescos tão compreensíveis, que eu participava do auditório, imaginava os assuntos e suas peripécias e me sentia completamente feliz. Houve um tempo em que a minha janela se abria sobre uma cidade que parecia feita de giz. Perto da janela havia um pequeno jardim seco. Era uma época de estiagem, de terra esfarelada, e o jardim parecia morto. Mas todas as manhãs vinha um pobre homem com um balde e em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas. Não era uma regra: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse. E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamentefeliz. Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas, que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem, outros que só existem diante das minhas janelas e outros, finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim. (Cecília Meireles) Queridos amigos!! A felicidade está dentro de nós, basta querermos deixá-la sair e contagiar todos ao nosso redor! A felicidade está nos olhos de quem vê a vida de maneira simples, tranquila sem complicá-la demais, ela está nos olhos dos otimistas, naquele que confia em si e vai atrás de seus desejos e os realiza... Os desafios da vida sempre vão estar ai para que possamos aprender algo de bom mais tarde! A felicidade sempre encontra-se no alcance de todos, basta querer vê-la!

Vocês sabem por que quando estamos bravos gritamos cada vez mais alto, e quando estamos apaixonado falamos baixinho? Reflitam!! Um dia, um pensador indiano fez a seguinte pergunta a seus discípulos: “Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?” “Gritamos porque perdemos a calma” disse um deles. “Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado?” Questionou novamente o pensador. “Bem, gritamos porque desejamos que a outra pessoa nos ouça”, retrucou outro discípulo. E o mestre volta a perguntar: “Então não é possível falar-lhe em voz baixa?” Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador. Então ele esclareceu: “Vocês sabem porque se grita com uma pessoa quando se está aborrecido? O fato é que, quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito. Para cobrir esta distância precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas estiverem, mais forte terão que gritar para ouvir um ao outro, através da grande distância. Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas estão enamoradas? Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê? Porque seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena. Às vezes estão tão próximos seus corações, que nem falam, somente sussurram. E quando o amor é mais intenso, não necessitam sequer sussurrar, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem. É isso que acontece quando duas pessoas que se amam estão próximas.” Por fim, o pensador conclui, dizendo: "Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta".

Antes de dirigir a palavra de ofensa a alguém pense bem, pois as palavras marcam tanto para o bem quanto para o mal... Reflitam!! "Se me disseres que me amas, acreditarei, mas se escreveres que me amas, acreditarei ainda mais. Se me falares da tua saudade, entenderei, mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo. Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei, mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor" ...e assim são as palavras escritas: possuem um magnetismo especial, libertam, acalantam, invocam emoções. Elas possuem a capacidade de em poucos minutos cruzar mares, saltar montanhas, atravessar desertos intocáveis. Muitas vezes, infelizmente, perde-se o Autor, mas a mensagem sobrevive ao tempo, atravessando séculos e gerações. Elas marcam um momento que será eternamente revivido por todos aqueles que a lerem. Viva o amor com palavras faladas e escritas, mate saudades, peça perdão, aproxime-se, recupere o tempo perdido, insinue-se, alegre alguém, ofereça um simples "bom dia", faça um carinho especial. Use a palavra a todo instante, de todas as maneiras. Sua força é imensurável. Lembre-se sempre do poder das palavras. Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.

A raiva e o desejo de vingança, não destrói somente o relacionamento, mas também apodrece o coração de que o possui... Reflitam!! A muito tempo atrás, uma menina chamada Lili se casou e foi viver com o marido e a sogra. Em um tempo muito curto, Lili descobriu que não ia se dar bem com a sua sogra. As personalidades delas eram muito diferentes, e Lili foi se enfurecendo com os hábitos de sua sogra. Além disto, ela criticava Lili constantemente. Dias e dias se passaram. Semanas e semanas se passaram. Lili e sua sogra nunca deixaram de discutir e briga Mas o que fez a situação até piorar era que, de acordo com antiga tradição chinesa, Lili tinha que se curvar à sogra e a obedecer em tudo desejo. Toda a raiva e infelicidade dentro da casa estavam causando ao pobre marido um grande stress. Finalmente, Lili não agüentando mais decidiu tomar uma atitude Lili foi ver o bom amigo de seu pai, o Sr. Huang que vendia ervas. Ela lhe contou sobre a situação e pediu que ele lhe desse algum veneno de forma que ela poderia resolver o problema de uma vez por todas. Sr. Huang pensou por algum tempo e finalmente disse, - Lili, eu te ajudarei a resolver seu problema, mas você tem que me escutar e obedecer todas as instruções que lhe der. Lili respondeu: - Sim, Sr. Huang, eu farei tudo o que me pedir que faça. Sr. Huang entrou no quarto dos fundos e voltou em alguns minutos com um pacote de ervas. Ele falou para Lili: - Você não pode usar de uma só vez para se libertar de seu sogra, porque isso causaria suspeitas. Então, eu lhe dou várias ervas que vão lentamente envenenar sua sogra. A cada dois dias prepare alguma carne, de porco ou galinha, e ponha um pouco destas ervas no prato dela. Agora, para ter certeza que ninguém suspeita de você quando ela morrer, você deve ter muito cuidado e agir de forma muito amigável com ela. Não discuta com ela, a obedeça em tudo, e a trate como se uma rainha fosse. Lili ficou muito contente. Agradeceu ao Sr. Huang e voltou apressada para casa para começar o projeto de assassinar a sua sogra. Semanas passaram, e meses passaram, e a cada dois dias, Lili serviu a comida especialmente tratada à sua sogra. Ela se lembrou do que Sr. Huang tinha dito sobre evitar suspeita, assim ela controlou o seu temperamento, obedeceu a sogra, e a tratou como se fosse sua própria mãe. Depois que seis meses tinham passado, a casa inteira tinha mudado. Lili tinha controlado tanto o seu temperamento que ela quase nunca se aborreceu. Ela, nestes seis meses, não tinha tido uma discussão com a sogra, que parecia agora muito mais amável e mais fácil se lidar. As atitudes da sogra com Lili mudaram, e ela começou a amar Lili tanto quanto da própria filha. Ela revelava aos amigos e parentes que Lili era a melhor nora que alguém poderia achar. Lili e a sogra estavam tratando uma à outra como verdadeiras mãe e filha. O marido de Lili estava muito contente em ver o que estava acontecendo. Um dia, Lili foi ver o Sr. Huang e pediu a ajuda dele novamente. Ela disse: - Querido Sr. Huang, por favor me ajude a evitar que o veneno mate minha sogra! Ela se transformou em uma mulher agradável, e eu a amo como minha própria mãe. Não quero que ela morra por causa do veneno eu a dei. Sr. Huang sorriu e acenou com a cabeça. - Lili, não há nada com que se preocupar. Eu nunca lhe dei qualquer veneno. As ervas que eu dei à você eram vitaminas para melhorar a saúde dela. O único veneno estava em sua mente e sua atitude para com ela, mas isso tudo foi jogado fora pelo amor que você deu a ela. Na China existe uma regra dourada que diz: A pessoa que ama aos outros também será amada. (Sergio Barros) Queridos Amigo!! Muitas vezes temos que aprender a conviver com pessoas bem diferente de nós em pensamentos e atitudes, porém com o tempo e a flexibilidade aprendemos a respeitar, compreender aos outros e desenvolver o afeto pelo próximo. Faça isso não apenas pelo bom convívio, mas por permitir que o amor habite em seu coração e aos que lhe rodeiam.

A paciência e a compreensão podem abrir os caminhos que tanto almeja... Reflitam!! Eu percebia que meu comportamento aborrecia muito os meus pais, porém pouco me importava com isso. Desde que obtivesse o que queria, dava-me por satisfeito. Mas, é claro, se eu importunava e agredia as pessoas, estas passavam a tratar-me de igual maneira. Cresci um pouco e um dia percebi que a situação era desconfortante. Preocupei-me, mas não sabia como me modificar. O aprendizado aconteceu num domingo em que fui, com meus pais e meus irmãos, passar o dia no campo. Corremos e brincamos muito até que, para descansar um pouco, dirigi-me à margem do riacho que corria entre um pequeno bosque e os campos. Ali encontrei uma coisa que parecia uma pedra capaz de andar. Era uma tartaruga. Examinei-a com cuidado e quando me aproximei mais, o estranho animal encolheu-se e fechou-se dentro de sua casca. Foi o que bastou. Imediatamente decidi que ela devia sair e, tomando um pedaço de galho, comecei a cutucar os orifícios que haviam na carapaça. Mas os meus esforços resultavam vãos e eu estava ficando, como sempre, impaciente e irritado. Foi quando meu pai se aproximou de mim. Olhou por um instante o que eu estava fazendo e, em seguida, pondo-se de cócoras junto a mim, disse calmamente: "Meu filho, você está perdendo o seu tempo. Não vai conseguir nada, mesmo que fique um mês cutucando a tartaruga. Não é assim que se faz. Venha comigo e traga o bichinho." Acompanhei-o. Ele se deteve perto da fogueira acesa e me disse: "Coloque a tartaruga aqui, não muito perto do fogo. Escolha um lugar morno e agradável." Eu obedeci. Dentro de alguns minutos, sob a ação do leve calor, a tartaruga colocou a cabeça de fora e caminhou tranquilamente em minha direção. Fiquei muito satisfeito e meu pai tornou a se dirigir a mim, observando: "Filho, as pessoas podem ser comparadas às tartarugas. Ao lidar com elas, procure nunca empregar a força. O calor de um coração generoso pode, às vezes, levá-las a fazer exatamente o que queremos, sem que se aborreçam conosco e até, pelo contrário, com satisfação e espontaneidade."

Muitas vezes falamos coisas e agimos impulsivamente, e acabamos prejudicando as pessoas que amamos... Reflitam!! Uma tarde eu me debrucei em minha cama, lendo um livro interessante. Um vento gostoso entrava pela janela e eu me divertia bastante concentrada em meu livro. De repente, comecei a ficar zonza e atordoada com uma barulheira que vinha não sei de onde... Olhei: era a minha tia. Ela havia entrado em meu quarto, xingando e reclamando sem parar. Parecia que o problema era o cão que espalhara lixo pelo jardim. Mas, que engraçado! A impressão que eu tive foi de que minha tia tinha espalhado um saco de lixo no meu quarto e saído como se nada tivesse acontecido... Imediatamente, lembrei-me das vezes que falei palavrões. Como é desagradável uma pessoa que reclama de tudo, xinga os outros, pragueja quando algo acontece, diz palavrões! Achei muito legal quando me explicaram uma frase: "A boca fala do que o coração está cheio". Quer dizer que, se estamos tristes, falamos de coisas tristes e ruins. Se estamos alegres, conversamos sobre coisas belas e úteis, elogiamos as virtudes dos outros, buscamos fazer as pessoas se sentirem bem e felizes com a nossa presença. É por isso que me esforço para prestar muita atenção em tudo o que eu penso e falo. Porque oferecer lixo aos outros é faltar com o respeito. Mas também porque, quando oferecemos flores, através de pensamentos, palavras ou atitudes, nossas mãos ficam cheias de perfume! Queridos Amigos!! Não encha seu coração de mágoas, ressentimentos, raiva, vingança, sentimentos ruins... Ocupe seu coração apenas com sentimentos que valem à pena, assim dará e receberá coisas boas!

Atreva-se a fazer o que gostaria de fazer apesar das possíveis consequências, pois devemos aproveitar as oportunidades da vida...

Mais um grande exemplo da natureza para nós seres humanos. No dia de hoje trago um belíssimo vídeo que demonstra a da união. amigos!! Sem dúvida vivemos um momento onde o mundo pede pela união, pela luta conjunta em prol de uma sociedade melhor. O exemplo de engajamento, comprometimento dos pássaros nesse vídeo demonstra que também podemos ser capazes e que juntos somos muito mais fortes. Vamos nos unir, vamos a luta!!

Quem não quer ser feliz? Quem não quer o segredo da felicidade? No dia de hoje trago uma mensagem que nos faz refletir sobre valores importantes para que possamos alcançar essa felicidade. Reflitam!! Dizia-se que o sábio tinha o segredo da felicidade e que o guardava cuidadosamente em um cofre. O rei mandou chamá-lo e lhe ofereceu muito dinheiro pelo cofre, mas o sábio simplesmente recusou a oferta, dizendo que era algo que o dinheiro não podia comprar. Um dia, uma criança se apresentou diante do sábio. - Sábio, por favor, ensine-me o segredo da felicidade. Movido pela pureza e inocência da criança, o sábio lhe disse: Preste muita atenção. A primeira coisa que você deve fazer é amar-se e respeitar-se e dizer a si mesmo todos os dias que você pode vencer todos os obstáculos que se apresentarem na sua vida. Isso se chama autoestima. A segunda que deve fazer é pôr em prática o que você diz e o que pensa. A terceira, é jamais invejar alguém pelo que ele tem ou é. Eles já alcançaram as suas metas, agora alcance as suas. A quarta, é jamais guardar rancor de ninguém no seu coração. A quinta, é não se apoderar do que não é seu. A sexta, é jamais maltratar alguém; todos os seres têm o direito de ser respeitados e queridos. E a última coisa que você deve fazer é acordar todos os dias com um sorriso e descobrir em todas as pessoas e em todas as coisas o seu lado positivo. Pense na sorte que você tem. Ajude a todos sem pensar no que poderá obter em troca e passe adiante o segredo da felicidade. Queridos amigos!! Está mensagem nos faz refletir sobre coisas que muitas vezes sabemos, porém não tentamos por em prática. Amar-se, por incrível que pareça muitas vezes não nos amamos. Dizer o que pensamos, não invejar, afinal o que temos foi por nossa luta. Não guardar rancor, algo complicado, mas essencial. Enfim, amigos tudo que foi falado é de extrema importância e o que se resume em jamais esperar algo em troca, somente conseguindo aplicar todos esses valores poderemos alcançar a felicidade.

Consegue imaginar que temos de 60 a 95 mil pensamentos em um dia? Mas e será que todos são pensamentos bons, úteis? No dia de hoje trago uma mensagem para refletirmos o tema e cuidar de nossos pensamentos. Reflitam!! Você consegue imaginar quantos pensamentos temos por dia? Estudiosos informam que temos entre sessenta a noventa e cinco mil pensamentos em vinte e quatro horas. É uma quantidade realmente muito grande... Isso significa, por exemplo, que durante esta mensagem poderemos chegar a ter entre duzentos a trezentos e trinta pensamentos! Trazemos então uma primeira reflexão: Quantos desses tantos pensamentos diários são bons, úteis? Quantos são maus, inúteis? Infelizmente a maioria deles ainda não pode ser classificada como pensamentos saudáveis e construtivos, porém, existem formas de se disciplinar o pensar, pois bem pensar é a elevada forma de se viver. Aqui vão alguns ensinamentos importantes a respeito da disciplina do pensamento. Se meditarmos em assuntos elevados, na sabedoria, no dever, no sacrifício, nosso ser impregna-se, pouco a pouco, das qualidades de nosso pensamento. É por isso que a prece improvisada, ardente, o impulso da alma para as potências infinitas, tem tanta virtude. É preciso aprender a fiscalizar os pensamentos, a discipliná-los, a imprimir-lhes uma direção determinada, um fim nobre e digno. Cada tipo de pensamento tem que ter a sua hora, o seu lugar. Não devemos estar em casa, com a família, e com os pensamentos em outro lugar, como, por exemplo, no ambiente de trabalho. Cada vez que surja um mau pensamento, essa fiscalização fará com que um alerta se acenda em nós, e tomemos alguma atitude para expulsá-lo o mais rápido possível. É bom também viver em contato, pelo pensamento, com escritores de gênio, com os autores verdadeiramente grandes de todos os tempos e países, lendo, meditando sobre suas obras, impregnando o nosso ser da substância de suas almas. É necessário escolhermos com cuidado nossas leituras, depois amadurecê-las e assimilar-lhes a quintessência. Em geral lê-se demais, lê-se depressa e não se medita. O estudo silencioso e recolhido é sempre fecundo para o desenvolvimento do pensamento. É no silêncio que se elaboram as obras fortes. Há também a prática de meditar. Na meditação o Espírito se concentra, volta-se para o lado grave e solene das coisas. A luz do mundo espiritual banha-o com suas ondas. Evitemos as discussões ruidosas, as palavras vãs, as leituras frívolas. Sejamos sóbrios de jornais, TV e Internet. O contato com essas mídias, fazendo-nos passar continuamente de um assunto para outro, torna o Espírito ainda mais instável. A alma oculta profundezas onde o pensamento raras vezes desce, porque mil objetos externos ocupam-no incessantemente. Disciplinar os pensamentos significa disciplinar a vida, e escolher caminhos mais seguros. Na nascente de todos os atos, palavras e ideias estão os pensamentos. Mudemos a matriz e teremos uma vida renovada e mais feliz. Lembremo-nos: bem pensar é a elevada forma de viver! Redação do Momento Espírita com base no cap. XXIV, do livro O problema do ser, do destino e da dor, de Léon Denis, ed. Feb. Queridos amigos!! Vamos cuidar bem de nossos pensamentos, nos disciplinar e saber o que realmente deve ser útil. A famosa frase de Buda nos faz refletir a importância de bons pensamentos: "Somos o que pensamos. Tudo o que somos surge com nossos pensamentos. Com nossos pensamentos, fazemos o nosso mundo." (Buda) Amigos vamos disciplinar nossos pensamentos!!

Existem pessoas que nos marcam por "uma razão", por "uma estação" ou pela "vida inteira"... Não é por acaso qAs pessoas que marcam nossa vida deixam sempre algum aprendizado para nós. Não é por acaso que elas apareceram e depois se vão. O importante é saber que a nossa missão ao lado dessa pessoas foi cumprida. Guarde apenas o que foi bom, lembranças momentos, e o que não foi bom guarde também como um aprendizado, como um amadurecimento.ue elas se vão nem por acaso que elas permanecem...

Se alguém lhe procurar em busca de um conselho, fique feliz, pois ela confia em você. Hoje trago-lhes uma mensagem sobre o ato de dar conselhos... Reflitam!! Um ditado antigo diz que se conselho fosse bom seria vendido, e não dado. Mas a sabedoria do Senhor nos diz que sim, o bom conselho dever ser dado, desde que ponderado e sincero - não para mostrar ao outro que você é melhor, mas para ajudá-lo a trilhar o bom caminho. "Se o seu irmão pecar contra você, vá e mostre-lhe o seu erro. Mas faça isso em particular, só entre vocês dois. Se essa pessoa ouvir o seu conselho, então você ganhou de volta o seu irmão." (Mateus, 18: 15) Queridos amigos!! A pessoa que lhe procurou confia em você então guarde isso pra si e ninguém mais precisa ficar sabendo, se não sabe o que dizer tente se por no lugar da pessoa, isto sempre funciona e o conselho sai puro e verdadeiro. Não basta saber dar conselhos tem que saber usá-los também, se for para dar conselhos que seja pela sua experiencia de vida, que seja verdadeiro e não como aquele velho ditado: Faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço. O segredo não é dar respostas prontas, o segredo é deixar a pessoa mesma ver, e assim poder aprender a escolher o que é certo ou o que se deve ser feito.

A doação é um dos atos mais bonitos que existe, doar é salvar vidas sem esperar nada em troca apenas sorrisos. Hoje dia nacional da doação de órgãos e tecidos, trago-lhes esse link: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/setembro/dia-nacional-dos-doardores-de-orgaos.php para que tem curiosidade e interesse nesse gesto tão bonito que é ajudar o próximo. Queridos Amigos!! As coisas mais importantes precisam ser ditas em vida, informe sua família. Ser doador de órgãos é um gesto de carinho e amor pelo próximo, é dar uma segunda chance para a vida de uma pessoa. Seja um doador de órgãos e salve vidas!

Enquanto o mal continuar a ser mais ousado do que o bem, ele prevalecerá! Reflitam!! Uma campanha de marketing nacional trouxe uma verdade bela e esperançosa. Espalhados pelas cidades, vários outdoors revelavam alguns dados estatísticos muito interessantes. Eis alguns deles: Para cada pessoa dizendo que tudo vai piorar, existem cem casais planejando ter filhos. Para cada corrupto existem oito mil doadores de sangue. Enquanto alguns destroem o meio ambiente, 98% das latinhas de alumínio já são recicladas no Brasil. Para cada tanque fabricado no mundo, são feitos cento e trinta e um mil bichos de pelúcia. Na Internet, a palavra amor tem mais resultados do que a palavra medo. Para cada muro que existe no mundo, se colocam duzentos mil tapetes escritos “bem-vindos”. Enquanto um cientista desenha uma nova arma, há um milhão de mães fazendo pastéis de chocolate. Existem razões para acreditar. Os bons são maioria. * * * Estamos precisando de visão otimista e positiva como esta em nosso mundo. Aqueles que desejam ver o mundo em pânico e se alimentam de notícias ruins – pois dizem que são essas que vendem – não podem mais controlar nossos sentimentos. Nós como consumidores de notícias, de informações, devemos mostrar que desejamos também ver o lado bom do mundo, da vida, das pessoas. Se analisarmos qualquer noticiário, seja local ou nacional, iremos ainda perceber a grande domina-ção das notícias ruins, como se o mundo estivesse vivendo o caos absoluto. Não é bem assim. Muito de bom está sendo feito no mesmo instante em que ocorrem assassinatos, acidentes, crises políticas, etc. O bem está sendo construído no mundo, sim, mesmo os pessimistas e terroristas de plantão dizendo que não ou mesmo se negando a ver. O que acontece é que, muitas vezes, os bons ainda são tímidos e receosos. Isso os impede de se sobrepor aos maus bulhentos e arrojados. Allan Kardec, em O livro dos Espíritos, questiona, no item 932: Por que, no mundo, os maus têm geralmente maior influência sobre os bons? Eis a resposta que obteve dos Espíritos: É pela fraqueza dos bons. Os maus são intrigantes e audaciosos, os bons são tímidos. Quando estes últimos quiserem, dominarão. Permaneçamos refletindo sobre esta última afirmação: Quando os bons quiserem, dominarão. Reflitamos qual nosso papel nesta mudança. O que posso fazer para ter parte nesta dominação pacífica e definitiva do bem na face da Terra. Permitamos que nossos gestos de amor ganhem o mundo e mostrem à sombra que seus dias de dominação estão contados. Raia o sol de uma Nova Era. O tempo do amor finalmente chegou. Façamos parte desta transformação de alegria que tomará conta do orbe. Amemos mais.Participemos mais. Sorriamos mais. Redação do Momento Espírita com citação do item 932 de O livro dos Espíritos, de Allan Kardec, ed. Feb. Em 03.11.2011. Queridos Amigos!! As pessoas do bem devem ser um pouco mais ousadas, determinadas e sem medo para que então o mal não vença. O bem está em cada um de nós basta querer fazê-lo para quem precisa!

É impressionante como nos acomodamos em frente aos obstáculos, por que ninguém ainda fez ou por que lhe parece perigoso, desistimos... Trago-lhes essa mensagem para que possamos refletir sobre o medo de recomeçar... Reflitam!! Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula, em cujo centro puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas. Quando um macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão. Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros o enchiam de pancadas. Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas. Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos. A primeira coisa que ele fez foi subir a escada, dela sendo rapidamente retirado pelos outros, que o surraram. Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada. Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato. Um terceiro foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído. Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas. Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria: "Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui...". Não perca a oportunidade de passar esta história para seus amigos, para que, vez ou outra, questionem-se porque estão "batendo"! "TRISTE ÉPOCA! MAIS FÁCIL DESINTEGRAR UM ÁTOMO DO QUE UM PRECONCEITO". Albert Einstein Queridos Amigos!! Se compararmos os macacos com nós, observamos que também nos acomodamos, mas que tal tentar novamente mas de jeito diferente... Talvez se todos os macacos tivessem subido juntos não ficassem parado olhando o outro subir e alcançar o seu objetivo, ele não ganhariam uma jato de água fria, pois esse jato é pra eles acordarem e fazerem algo também, pois se ficarem parados mais cedo ou mais tarde vão sofrer as consequências de não fazer nada!

O que você acha de um mundo perfeito? Onde ninguém chora, ninguém sofre, ninguém sente Nada... Acredito que se o mundo fosse perfeito viver perderia a graça, não aprenderíamos nada, a vitória não teria o mesmo gosto. Seria um mundo vazio, e viver não teria sentido algum...Estamos nesse mundo imperfeito para evoluirmos, aprender com os nossos erros, se tudo fosse perfeito não teria sentido estarmos aqui. Saber o valor de cada conquista, saber a importância de ser alguém solidário com o próximo. Saber qual o valor de cada pessoa... Saber o que é o amor nas suas diferentes formas de amar, de sentir... Para aprender com a vida, pois estamos aqui de passagem e precisamos fazer o que se é necessário, o que você acredita ser realmente importante e bom para cada um, e para você!

A amizade só dura assim como no amor, respeitando seus limites, privacidades e confiando um no outro... Reflitam!! Numa cidade distante no interior da China, dois amigos foram presos e obrigados a viverem com uma corrente entre eles. A corrente que ficava presa em seus pés mal os permitia ficar muito longe, mas eram dois amigos muito unidos. Presos, saiam juntos para ver o sol, iam juntos para o refeitório, ficavam horas no pátio conversando e sempre um concordando com o outro. A liberdade chegou, foram soltos, mas obrigados a continuar com aquelas correntes em seus pés. Estavam livres era tudo o que queriam dois amigos livres para fazer o que quisessem, porém acorrentados. Os dias passaram até que num certo dia um amigo quis ir a uma praça e outro amigo estava muito cansado queria ficar em casa. Naquela época muito remota poucas opções lhe restavam. Tinham que cumprir severamente a ordem de não remover a corrente. Ali existiu a primeira reflexão de pensamentos diferentes, mas naquele dia se acertaram e foram para a praça, no dia seguinte outra divergência um amigo queria ir caminhar um pouco e outro ir para a praça, segunda divergência. Aquela situação já estava se tornando intolerante, pois não tinham mais a liberdade de serem e fazerem o que queriam. Certo dia um amigo falou para o outro, por que brigamos se estamos livres, estamos apenas acorrentados, mas isso não é nada para grandes amigos como nós. O outro amigo disse ser amigo é entender, ajudar, construir e somar, mas viver a vida do outro não é amizade é obsessão. (Fernando Lapolli) Queridos Amigos!! Assim como você tem suas vontades, desejos a outra pessoa que está ao seu lado também tem. O respeito e a confiança são essenciais em um relacionamento. Amigos não são apenas amigos, os amigos são muitas vezes nosso chão (não para pisar, mas com forma de proteção, nosso porto seguro)... Devemos sempre compartilhar as nossas afinidades e preservar as nossas diferençar!

A vida tem que ser vivida agora, pois quem se prende as dores passadas não aproveita o presente... Não deixe para amanhã, pois a vida já esta acontecendo e o tempo passa depressa. Aproveite melhor seu tempo, com coisas que você gosta. Transforme seus sonhos em realidade... Você pode!

Sempre em que estiver preocupado, estressado tente imaginar coisas boas, felizes, como por exemplo, a gargalhada de uma criança, só de pensar já nos faz sorrir também... Relaxe tente pensar sempre em coisas positivas, para que suas energias fiquem positivas e atraiam sentimentos bons também!

Tudo o que lhe acontece vem por algum motivo... Quanto maior os obstáculos, maior o aprendizado. Reflita!! Tempos atrás, eu era vizinho de um médico, cujo "hobby" era plantar árvores no enorme quintal de sua casa. Às vezes, observava da minha janela o seu esforço para plantar árvores e mais árvores, todos os dias. O que mais chamava a atenção, entretanto, era o fato de que ele jamais regava as mudas que plantava. Passei a notar, depois de algum tempo, que suas árvores estavam demorando muito para crescer. Certo dia, resolvi então aproximar-me do médico e perguntei se ele não tinha receio de que as árvores não crescessem, pois percebia que ele nunca as regava. Foi quando, com um ar orgulhoso, ele me descreveu sua fantástica teoria. Disse-me que, se regasse suas plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima. Como ele não as regava, as árvores demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a migrar para o fundo, em busca da água e das várias fontes nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo. Essa foi a única conversa que tive com aquele meu vizinho. Logo depois, fui morar em outro país, e nunca mais o encontrei. Vários anos depois, ao retornar do exterior fui dar uma olhada na minha antiga residência. Ao aproximar-me, notei um bosque que não havia antes. Meu antigo vizinho havia realizado seu sonho! O curioso é que aquele era um dia de um vento muito forte e gelado, em que as árvores da rua estavam arqueadas, como se não estivessem resistindo ao rigor do inverno. Entretanto, ao aproximar-me do quintal do médico, notei como estavam sólidas as suas árvores, praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente àquela ventania toda. Efeito curioso, pensei eu... As adversidades pela qual aquelas árvores tinham passado, tendo sido privadas de água, pareciam tê-las beneficiado de um modo que o conforto do tratamento mais fácil jamais conseguiria. Todas as noites, antes de ir me deitar, dou sempre uma olhada em meus filhos. Debruço-me sobre suas camas e observo como têm crescido. Freqüentemente, oro por eles. Na maioria das vezes, peço para que suas vidas sejam fáceis: "Meu Deus, livre meus filhos de todas as dificuldades e agressões desse mundo"... Tenho pensado, entretanto, que talvez seja hora de alterar minhas orações. Essa mudança tem a ver com o fato de que é inevitável que os ventos gelados e fortes nos atinjam e aos nossos filhos. Sei que eles encontrarão inúmeros problemas e que, portanto, minhas orações para que as dificuldades não ocorram, têm sido ingênuas demais. Sempre haverá uma tempestade, ocorrendo em algum lugar. Portanto, pretendo mudar minhas orações. Farei isso porque, quer nós queiramos ou não, a vida não é muito fácil. Ao contrário do que tenho feito, passarei a orar para que meus filhos cresçam com raízes profundas, de tal forma que possam retirar energia das melhores fontes, das mais divinas, que se encontram nos locais mais remotos. Oramos demais para termos facilidades, mas na verdade o que precisamos fazer é pedir para desenvolver raízes fortes e profundas, de tal modo que quando as tempestades chegarem e os ventos gelados soprarem, resistiremos bravamente, ao invés de sermos subjugados e varridos para longe. (Desconheço a Autoria) Queridos Amigos!! Os obstáculos estão ai para que com eles possamos aprender. “Encare os problemas e as dificuldades da vida não como pedras no meio do caminho, mas como degraus de uma escada que o levará à vitória.” Lídia Vasconcelos

Trago-lhes essa mensagem para que possamos refletir sobre os problemas e sobre as delicias da vida que muitas vezes deixamos passar por causa das dificuldades que encontramos. Reflitam... Um sujeito estava caindo em um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore. Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo. O urso rosnava, mostrava os dentes, babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente. Embaixo, prontas para engoli-lo quando caísse, estavam nada mais nada menos do que seis onças tremendamente famintas. Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando. Abaixava depressa a cabeça para não perde-la na sua boca. Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas de seu pé. As onças embaixo querendo come-lo, e o urso em cima querendo devora-lo. Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu um morango vermelho, lindo, com aquelas escamas douradas refletindo o sol. Num esforço supremo, apoiou seu corpo, sustentado apenas pela mão direita, e, com a esquerda, pegou o morango. Quando pode olha-lo melhor, ficou inebriado com sua beleza. Então, levou o morango a boca e se deliciou com o sabor doce e suculento. Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso. Talvez você me pergunte: "Mas, e o urso?" Dane-se o urso e coma os morangos! E as onças? Azar das onças, coma os morangos! As vezes, você esta em sua casa no final de semana com seus filhos e amigos, comendo um churrasco. Percebendo seu mau humor, seu(sua) esposa(o) lhe diz: - Meu bem, relaxe e aproveite o domingo! E você, chateado(a), responde: "Como posso curtir o domingo se amanhã vai ter um monte de ursos querendo me pegar na empresa?" Relaxe e viva um dia por vez: Coma o morango. Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro. Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças, arrancar nossos pés. Isso faz parte da vida, é importante saber comer os morangos, sempre. A gente não pode deixar de come-los só porque existem ursos e onças. Você pode argumentar: Eu tenho muitos problemas para resolver. Problemas não impedem ninguém de ser feliz. O fato de seu chefe ser um chato não é motivo para você deixar de gostar de seu trabalho. O fato de sua mulher estar com tensão pré-menstrual não os impede de tomar sorvete juntos. O fato do seu filho ir mal na escola não e razão para não dar um passeio pelo campo. Coma o morango, não deixe que ele escape. Poderá não haver outra oportunidade para experimentar algo tão saboroso. Saboreie os bons momentos. Sempre existirão ursos, onças e morangos. Eles fazem parte da vida. Mas o importante é saber aproveitar o morango, porque o urso e a onça não dão tempo para aproveitar. Coma o morango quando ele aparecer. Não deixe para depois. O melhor momento para ser feliz é agora. O futuro é ilusão que sempre será diferente do que imaginamos. As pessoas vê o sucesso como uma miragem. Como aquela historia da cenoura pendurada na frente do burro que nunca a alcança. As pessoas visualizam metas e, quando as realizam, descobrem que elas não trouxeram felicidade. Então, continuam avançando e inventam outras metas que também não as tornam felizes. Vivem esperando o dia em que alcançarão algo que as deixarão felizes. Elas esquecem que a felicidade e construída todos os dias. A felicidade não e algo que você vai conquistar fora de você. A felicidade é algo que vive dentro de você, de seu coração. Queridos Amigos!! Nós se preocupamos demais com os problemas e esquecemos que a vida nos oferece muitos momentos deliciosos de prazer e pura felicidade. Não deixe que os problemas tirem o sabor do lado bom da vida, administre seus problemas, deixe claro que você tem um problema e não o problema lhe tem, e aproveite os momentos bons!!

Trago-lhes essa fabula para que possam refletir sobre os quatros pontos importantes que temos em nossa vida e sobre o valor de cada um. Reflitam!! Era uma vez... um rei que tinha 4 esposas. Ele amava a 4ª esposa demais, e vivia dando-lhe lindos presentes, jóias e roupas caras. Ele dava-lhe de tudo e sempre do melhor. Ele também amava muito sua 3ª esposa e gostava de exibi-la aos reinados vizinhos. Contudo, ele tinha medo que um dia, ela o deixasse por outro rei. Ele também amava sua 2ª esposa. Ela era sua confidente e estava sempre pronta para ele, com amabilidade e paciência. Sempre que o rei tinha que enfrentar um problema, ele confiava nela para atravessar esses tempos de dificuldade. A 1ª esposa era uma parceira muito leal e fazia tudo que estava ao seu alcance para manter o rei muito rico e poderoso, ele e o reino. Mas, ele não amava a 1ª esposa, e apesar dela o amar profundamente, ele mal tomava conhecimento dela. Um dia, o rei caiu doente e percebeu que seu fim estava próximo. Ele pensou em toda a luxúria da sua vida e ponderou: É, agora eu tenho 4 esposas comigo, mas quando eu morrer, com quantas poderei contar? Então, ele perguntou à 4ª esposa: Eu te amei tanto, querida, te cobri das mais finas roupas e jóias. Mostrei o quanto eu te amava cuidando bem de você. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho? De jeito nenhum! respondeu a 4ª esposa, e saiu do quarto sem sequer olhar para trás. A resposta que ela deu, cortou o coração do rei como se fosse uma faca afiada. Tristemente, o rei então perguntou para a 3ª esposa: Eu também te amei tanto a vida inteira. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho? Não!!!, respondeu a 3ª esposa. A vida é boa demais!!! Quando você morrer, eu vou é casar de novo. O coração do rei sangrou e gelou de tanta dor. Ele perguntou então à 2ª esposa: Eu sempre recorri a você quando precisei de ajuda, e você sempre esteve ao meu lado. Quando eu morrer, você será capaz de morrer comigo, para me fazer companhia? Sinto muito, mas desta vez eu não posso fazer o que você me pede! respondeu a 2ª esposa. O máximo que eu posso fazer é enterrar você! Essa resposta veio como um trovão na cabeça do rei, e mais uma vez ele ficou arrasado. Daí, então, uma voz se fez ouvir: Eu partirei com você e o seguirei por onde você for... O rei levantou os olhos e lá estava a sua 1ª esposa, tão magrinha, tão mal nutrida, tão sofrida... Com o coração partido, o rei falou: Eu deveria ter cuidado muito melhor de você enquanto eu ainda podia... Na verdade, nós todos temos 4 esposas nas nossas vidas... Nossa 4ª esposa é o nosso corpo. Apesar de todos os esforços que fazemos para mantê-lo saudável e bonito, ele nos deixará quando morrermos... Nossa 3ª esposa são as nossas posses, as nossas propriedades, as nossas riquezas. Quando morremos, tudo isso vai para os outros. Nossa 2ª esposa são nossa família e nossos amigos. Apesar de nos amarem muito e estarem sempre nos apoiando, o máximo que eles podem fazer é nos enterrar... E nossa 1ª esposa é a nossa ALMA, muitas vezes deixada de lado por perseguirmos, durante a vida toda, a Riqueza, o Poder e os Prazeres do nosso Ego... Apesar de tudo, nossa Alma é a única coisa que sempre irá conosco, não importa aonde formos. Então... Cultive... Fortaleça... Bendiga... Enobreça... sua Alma agora!!! É o maior presente que você pode dar ao mundo... e a si mesmo. Deixe-a brilhar!!! Queridos Amigos!! A sempre tempo de renovar e alimentar sua alma, mas como? Através de mais conhecimentos e atitudes de solidariedade. Deus nos deu a vida para que possamos aprender com ela e buscar respostas em seus ensinamentos.

A falta de dialogo, compreensão e o respeito é o que prejudica qualquer relacionamento... Reflitam!! Os conflitos e as discussões em nossos relacionamentos são inevitáveis. Para confirmar esta verdade não se necessita ser nenhum “expert” no assunto. Já presenciamos esses momentos até entre pessoas que vivem uma relação de forte romantismo. Entretanto, a maneira como lidamos com essas situações é que poderá sinalizar as conseqüências e o futuro das passageiras desavenças dentro da vida conjugal. Ninguém – tomado pelo calor de uma situação estressante – poderia no auge de uma discussão externar ao cônjuge palavras de estímulo, como por exemplo: “Você é uma pessoa com grandes qualidades, inteligente, sagaz, intrépida…” Pelo contrário, mesmo que a pessoa tenha todas essas qualidades, essas virtudes seriam afogadas no mar de palavras pejorativas em tais momentos. Se não estivermos atentos, esses momentos conflituosos poderão se tornar um verdadeiro campeonato para ver quem consegue ser mais hostil àquele com quem se relaciona. Muitas vezes, tais discussões têm início com uma conversa aparentemente sem relevância, contudo, dentro do casamento, não é raro saber que muitas dessas controvérsias resultaram em atitudes abusivas em que a agressão física foi aplicada na tentativa de se estabelecer a razão. Conhecendo as conseqüências da agressividade, é necessário lembrar e priorizar o respeito merecido pela pessoa com quem se convive, especialmente, quando se está tomado pelo estresse; pois as seqüelas de uma discussão mal administrada poderão trazer profundas feridas para a continuidade de um sadio relacionamento entre o casal. As dificuldades financeiras e os desafios enfrentados dentro da vida familiar são os temas mais atualizados nas conversas conjugais; entretanto, o casal pouco fala de si próprio. Sem perceber, mesmo nos momentos em que os dois estão a sós, o teor da conversa esbarra frequentemente nos problemas e raramente sobre a importância da presença do outro, de modo a propiciar o namoro por meio das palavras, das manifestações de carinho, como o abraço. Conversas propriamente relacionadas à vida do casal e que poderiam estimular o entrosamento conjugal são muitas vezes esquecidas. E devido a esse distanciamento, pouco a pouco os cônjuges começam a se tornarem estranhos ou independentes dentro de um relacionamento em que a vida comum e solidária é o fundamento dessa relação. A disposição para a retomada do diálogo – tal como se vivia na época do namoro – pode evitar muitas futuras desavenças. Em outras ocasiões, ceder ao sacrifício, abrindo mão de nossas “pequenas riquezas”, poderá ser um ato de bravura no momento da discussão, mas acredito que o desejo de se moldar às exigências conjugais é a principal atitude para que se consiga minimizar os conflitos. Seria uma grande utopia acreditar que em nossos relacionamentos não teríamos discussões e desavenças. Sabemos que o casamento não aconteceu apenas naquele dia em que decidimos viver juntos, diante do sacerdote, mas se atualiza a cada novo dia, tendo como bagagem as experiências de todos os outros dias transcorridos, que marcaram vitórias sobre as dificuldades na companhia do cônjuge. Deus abençoe Dado Moura Queridos Amigos!! Cada pessoa tem uma opinião e jeito diferente da outra... Então como viver a dois? Missão impossível? Não, não é impossível quando se há amor, dialogo, compreensão e respeito! O dialogo serve para que ambas das partes exponham suas opiniões respeitando a do próximo e compreendendo a visão do outro, para que juntos consigam encontrar um acordo, uma solução.

Há coisas na vida em que nós só aprendemos com o passar do tempo, quando amadurecemos e passamos a olhar diferente... Reflitam!! Amor não se implora, não se pede não se espera... Amor se vive ou não. Ciúmes é um sentimento inútil. Não torna ninguém fiel a você. Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade. Crianças aprendem com aquilo que você faz, não com o que você diz. As pessoas que falam dos outros pra você, vão falar de você para os outros. Perdoar e esquecer nos torna mais jovens. Água é um santo remédio. Deus inventou o choro para o homem não explodir. Ausência de regras é uma regra que depende do bom senso. Não existe comida ruim, existe comida mal temperada. A criatividade caminha junto com a falta de grana. Ser autêntico é a melhor e única forma de agradar. Amigos de verdade nunca te abandonam. O carinho é a melhor arma contra o ódio. As diferenças tornam a vida mais bonita e colorida. Há poesia em toda a criação divina. Deus é o maior poeta de todos os tempos. A música é a sobremesa da vida. Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente. Filhos são presentes raros. De tudo, o que fica é o seu nome e as lembranças a cerca de suas ações. Obrigada, desculpa, por favor, são palavras mágicas, chaves que abrem portas para uma vida melhor O amor... Ah, o amor... O amor quebra barreiras, une facções, destrói preconceitos, cura doenças... Não há vida decente sem amor! E é certo, quem ama, é muito amado. E vive a vida mais alegremente... Artur da Távola Queridos Amigos!! O que permanece são as lembranças de suas ações, boas ou ruins... Aproveite a vida, aprenda com o tempo, permita-se mudar quando necessário, sempre para melhor! E lembre-se exercite o amor pelo próximo sempre!

Sempre que as coisas não saírem como gostaria, lembre-se que tem alguém que jamais vai lhe deixar só e que sabe o caminho certo para você! Reflitam!! Desejando encorajar o progresso de seu jovem filho ao piano, uma mãe levou seu pequeno filho a um concerto de Paderewski. Depois de sentarem, a mãe viu uma amiga na platéia e foi até ela para saudá-la. Tomando a oportunidade para explorar as maravilhas do teatro, o pequeno menino se levantou e eventualmente suas explorações o levaram a uma porta onde estava escrito: "PROIBIDA A ENTRADA". Quando as luzes abaixaram e o concerto estava prestes a começar, a mãe retornou ao seu lugar e descobriu que seu filho não estava lá. De repente, as cortinas se abriram e as luzes caíram sobre um impressionante piano Steinway no centro do palco. Horrorizada, a mãe viu seu filho sentado ao teclado, inocentemente catando as notas de "Cai, cai, balão". Naquele momento, o grande mestre de piano fez sua entrada, rapidamente foi ao piano, e sussurrou no ouvido do menino: - Não pare, continue tocando. Então, debruçando, Paderewski estendeu sua mão esquerda e começou a preencher a parte do baixo. Logo, colocou sua mão direita ao redor do menino e acrescentou um belo acompanhamento de melodia. Juntos, o velho mestre e o jovem noviço transformaram uma situação embaraçosa em uma experiência maravilhosamente criativa. O público estava perplexo. É assim que as coisas são com Deus. O que podemos conseguir por conta própria mal vale mencionar. Fazemos o melhor possível, mas os resultados não são exatamente como uma música graciosamente fluida. Mas, com as mãos do Mestre, as obras de nossas vidas verdadeiramente podem ser lindas. Na próxima vez que você se determinar a realizar grandes feitos, ouça atentamente. Você pode ouvir a voz do Mestre, sussurrando em seu ouvido: - Não pare, continue tocando. Sinta seus braços amorosos ao seu redor. Saiba que suas fortes mãos estão tocando o concerto de sua vida. Lembre-se, Deus não chama aqueles que são equipados. Ele equipa aqueles que são chamados. E Ele sempre estará lá para amar e guiar você a grandes coisas.

Faça bom uso de suas palavras, afim de compartilhar coisas boas e não de faze mal ao próximo... Reflitam!! Esopo era um escravo de rara inteligência que servia à casa de um conhecido chefe militar da antiga Grécia. Certo dia, em que seu patrão conversava com outro companheiro sobre os males e as virtudes do mundo, Esopo foi chamado a dar sua opinião sobre o assunto, ao que respondeu seguramente: - Tenho a mais absoluta certeza de que a maior virtude da Terra está à venda no mercado. - Como? Perguntou o amo surpreso. Tens certeza do que está falando? Como podes afirmar tal coisa? - Não só afirmo, como, se meu amo permitir, irei até lá e trarei a maior virtude da Terra. Com a devida autorização do amo, saiu Esopo e, dali a alguns minutos voltou carregando um pequeno embrulho. Ao abrir o pacote, o velho chefe encontrou vários pedaços de língua, e, enfurecido, deu ao escravo uma chance para explicar-se. - Meu amo, não vos enganei, retrucou Esopo. - A língua é, realmente, a maior das virtudes. Com ela podemos consolar, ensinar, esclarecer, aliviar e conduzir. Pela língua os ensinos dos filósofos são divulgados, os conceitos religiosos são espalhados, as obras dos poetas se tornam conhecidas de todos. Acaso podeis negar essas verdades, meu amo? - Boa, meu caro, retrucou o amigo do amo. Já que és desembaraçado, que tal trazer-me agora o pior vício do mundo. - É perfeitamente possível, senhor, e com nova autorização de meu amo, irei novamente ao mercado e de lá trarei o pior vício de toda terra. Concedida a permissão, Esopo saiu novamente e dali a minutos voltava com outro pacote semelhante ao primeiro. Ao abri-lo, os amigos encontraram novamente pedaços de língua. Desapontados, interrogaram o escravo e obtiveram dele surpreendente resposta: - Por que vos admirais de minha escolha? Do mesmo modo que a língua, bem utilizada, se converte numa sublime virtude, quando relegada a planos inferiores se transforma no pior dos vícios. Através dela tecem - se as intrigas e as violências verbais. Através dela, as verdades mais santas, por ela mesma ensinadas, podem ser corrompidas e apresentadas como anedotas vulgares e sem sentido. Através da língua, estabelecem-se as discussões infrutíferas, os desentendimentos prolongados e as confusões populares que levam ao desequilíbrio social. Acaso podeis refutar o que digo? - Indagou Esopo. Impressionados com a inteligência invulgar do serviçal, ambos os senhores calaram-se, comovidos, e o velho chefe, no mesmo instante, reconhecendo o disparate que era ter um homem tão sábio como escravo, deu-lhe a liberdade. Esopo aceitou a libertação e tornou-se, mais tarde, um contador de fábulas muito conhecido da antiguidade e cujas histórias até hoje se espalham por todo mundo.

"Violência gera violência, os fracos julgam e condenam, porém os fortes perdoam e compreendem." Augusto Cury Reflitam! O trem atravessava sacolejando os subúrbios de Tóquio numa modorrenta tarde de primavera. Um dos vagões estava quase vazio: apenas algumas mulheres e idosos e um jovem lutador de Aikidô. O jovem olhava, distraído, pela janela, a monotonia das casas sempre iguais e dos arbustos cobertos de poeira. Chegando a uma estação as portas se abriram e, de repente, a quietude foi rompida por um homem que entrou cambaleando, gritando com violência palavras sem nexo. Era um homem forte, com roupas de operário. Estava bêbado e imundo. Aos berros, empurrou uma mulher que carregava um bebê ao colo e ela caiu sobre uma poltrona vazia. Felizmente nada aconteceu ao bebê. O operário furioso agarrou a haste de metal no meio do vagão e tentou arrancá-la. Dava para ver que uma das suas mãos estava ferida e sangrava. O trem seguiu em frente, com os passageiros paralisados de medo e o jovem se levantou. O lutador de Aikidô estava em excelente forma física. Treinava oito horas todos os dias, há quase três anos. Gostava de lutar e se considerava bom de briga. O problema é que suas habilidades marciais nunca haviam sido testadas em um combate de verdade. Os alunos são proibidos de lutar, pois sabem que Aikidô é a arte da reconciliação. Aquele cuja mente deseja brigar perdeu o elo com o Universo. Por isso o jovem sempre evitava envolver-se em brigas, mas no fundo do coração, porém, desejava uma oportunidade legítima em que pudesse salvar os inocentes, destruindo os culpados. Chegou o dia! Pensou consigo mesmo. Há pessoas correndo perigo e se eu não fizer alguma coisa é bem possível que elas acabem se ferindo. O jovem se levantou e o bêbado percebeu a chance de canalizar sua ira. Ah! Rugiu ele. Um valentão! Você está precisando de uma lição de boas maneiras! O jovem lançou-lhe um olhar de desprezo. Pretendia acabar com a sua raça, mas precisava esperar que ele o agredisse primeiro, por isso o provocou de forma insolente. Agora chega! Gritou o bêbado. Você vai levar uma lição. E se preparou para atacar. Mas, antes que ele pudesse se mexer, alguém deu um grito: Hei! O jovem e o bêbado olharam para um velhinho japonês que estava sentado em um dos bancos. Aquele minúsculo senhor vestia um quimono impecável e devia ter mais de setenta anos... Não deu a menor atenção ao jovem, mas sorriu com alegria para o operário, como se tivesse um importante segredo para lhe contar. Venha aqui. - Disse o velhinho, num tom coloquial e amistoso. Venha conversar comigo. - Insistiu, chamando-o com um aceno de mão. O homenzarrão obedeceu, mas perguntou com aspereza: Por que diabos vou conversar com você? O velhinho continuou sorrindo. O que você andou bebendo? Perguntou, com olhar interessado. Saquê. - Rosnou de volta o operário. - E não é da sua conta! Com muita ternura, o velhinho começou a falar da sua vida, do afeto que sentia pela esposa, das noites que sentavam num velho banco de madeira, no jardim, um ao lado do outro. Ficamos olhando o pôr-do-sol e vendo como vai indo o nosso caquizeiro, comentou o velho mestre. Pouco a pouco o operário foi relaxando e disse: É, é bom. Eu também gosto de caqui... São deliciosos. - Concordou o velho, sorrindo. E tenho certeza de que você também tem uma ótima esposa. Não, falou o operário. Minha esposa morreu. Suavemente, acompanhando o balanço do trem, aquele homenzarrão começou a chorar. Eu não tenho esposa, não tenho casa, não tenho emprego. Eu só tenho vergonha de mim mesmo. Lágrimas escorriam pelo seu rosto. E o jovem estava lá, com toda sua inocência juvenil, com toda a sua vontade de tornar o mundo melhor para se viver, sentindo-se, de repente, o pior dos homens. O trem chegou à estação e o jovem desceu. Voltou-se para dar uma última olhada. O operário escarrapachara-se no banco e deitara a cabeça no colo do velhinho, que afagava com ternura seus cabelos emaranhados e sebosos. Enquanto o trem se afastava, o jovem ficou meditando... O que pretendia resolver pela força foi alcançado com algumas palavras meigas. E aprendeu, através de uma lição viva, a arte de resolver conflitos. Redação do Momento Espírita com base em conto do livro Histórias da alma, histórias do coração, de Christina Feldman e Jack Kornfield, ed. Pioneira. Disponível no livro Momento Espírita, v. 3, ed. Fep. Em 19.04.2011 Queridos Amigos!! Jamais existira paz enquanto os homens pensarem que podem resolver com quem grita mais ou quem é mais forte... Só o diálogo é que nos leva para o caminho da compreensão, do respeito, do amor ao próximo e para a paz!!

Quem já ouviu aquela frase: Os problemas parecem mais fáceis quando estamos de fora... Pois é isso mesmo que eu quero lhes dizer, quando meditamos passamos a observar de fora os nossos próprios problemas e sendo assim é mais fácil de não dar bola ou de resolve-los! Que possamos a partir de agora tirar um tempinho de nossos dias corridos para que possamos meditar e nos livrar das coisas que nos impedem de sermos felizes e levar a vida de uma maneira mais leve... O meditador leva a vida levianamente. Para ele a existência inteira é somente um lindo sonho.

Trago-lhes hoje essa mensagem para que possam refletir melhor sobre suas atitudes no relacionamento... Um forte abraço!! Conta uma velha lenda dos índios Sioux que, uma vez, Touro Bravo, o mais valente e honrado de todos os jovens guerreiros, e Nuvem Azul, a filha do cacique, uma das mais formosas mulheres da tribo, chegaram de mãos dadas, até a tenda do velho feiticeiro da tribo.. - Nós nos amamos... E vamos nos casar, disse o jovem. E nos amamos tanto que queremos um feitiço, um conselho, ou um talismã... Alguma coisa que nos garanta que poderemos ficar sempre juntos... Que nos assegure que estaremos um ao lado do outro até encontrarmos a morte. Há algo que possamos fazer? E o velho emocionado ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse : - Tem uma coisa a ser feita, mas é uma tarefa muito difícil e sacrificada... Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte dessa aldeia, e apenas com uma rede e tuas mãos, deves caçar o falcão mais vigoroso do monte e trazê-lo aqui com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia. - E tu, Touro Bravo, continuou o feiticeiro, deves escalar a montanha do trono, e lá em cima, encontrarás a mais brava de todas as águias, e somente com as tuas mãos e uma rede, deverás apanhá-la trazendo-a para mim, viva ! Os jovens abraçaram-se com ternura, e logo partiram para cumprir a missão recomendada... No dia estabelecido, à frente da tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves dentro de um saco. O velho pediu que com cuidado as tirassem dos sacos e viu que eram verdadeiramente formosos exemplares... - E agora o que faremos? Perguntou o jovem! As matamos e depois bebemos a honra de seu sangue ? - Ou cozinhamos e depois comemos o valor da sua carne? Propôs a jovem. - Não ! Disse o feiticeiro... -Apanhem as aves e amarrem-nas entre si pelas patas com essas fitas de couro... Quando tiverem amarradas, soltem-nas, para que voem livres. O guerreiro e a jovem fizeram o que lhes foi ordenado, e soltaram os pássaros... A águia e o falcão, tentaram voar mas apenas conseguiram saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela incapacidade do voo, as aves arremessavam-se entre si, bicando-se até se machucar. E o velho disse: - Jamais esqueçam o que estão vendo! Este é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a machucar-se um ao outro... Se quiserem que o amor entre vocês perdure... "Voem Juntos... mas jamais amarrados" Queridos Amigos!! Mesmo quando casados ou até mesmo namorando, não devemos jamais deixar de fazer aquilo que gostamos, sempre temos que reservar um tempinho para nós, e manter assim a privacidade, liberdade e o respeito dentro do relacionamen

O tempo que você “perde” aprendendo algo não é tempo perdido... “Tudo vale à pena se a alma não é pequena.” Fernando Pessoa. Reflitam!! Quanto tempo a gente perde na vida? Se somarmos todos os minutos jogados fora, perdemos anos inteiros. Depois de nascer, a gente demora pra falar, demora pra caminhar, aí mais tarde demora pra entender certas coisas, demora pra dar o braço a torcer. Viramos adolescentes teimosos e dramáticos. Levamos um século para aceitar o fim de uma relação, e outro século para abrir a guarda para um novo amor, e já adultos demoramos a dizer a alguém o que sentimos, demoramos a perdoar um amigo, demoramos a tomar uma decisão. Até que um dia a gente faz aniversário. 37 anos. Ou 41. Talvez 48. Uma idade qualquer que esteja no meio do trajeto. E a gente descobre que o tempo não pode continuar sendo desperdiçado. Fazendo uma analogia com o futebol, é como se a gente estivesse com o jogo empatado no segundo tempo e ainda se desse ao luxo de atrasar a bola pro goleiro ou fazer tabelas desnecessárias. Que esbanjamento. Não falta muito pro jogo acabar. É preciso encontrar logo o caminho do gol. Sem muita frescura, sem muito desgaste, sem muito discurso. Tudo o que a gente quer, depois de uma certa idade, é ir direto ao assunto. Excetuando-se no sexo, onde a rapidez não é louvada, pra todo o resto é melhor atalhar. E isso a gente só alcança com alguma vivência e maturidade. Pessoas experientes já não cozinham em fogo brando, não esperam sentados, não ficam dando voltas e voltas, não necessitam percorrer todos os estágios. Queimam etapas. Não desperdiçam mais nada. Uma pessoa é sempre bruta com você? Não é obrigatório conviver com ela. O cara está enrolando muito? Beije-o primeiro. A resposta do emprego ainda não veio? Procure outro enquanto espera. Paciência só para o que importa de verdade. Paciência para ver a tarde cair. Paciência para sorver um cálice de vinho. Paciência para a música e para os livros. Paciência para escutar um amigo. Paciência para aquilo que vale nossa dedicação. Pra enrolação... Atalho. Martha Medeiros Queridos Amigos!! É preciso paciência para coisas novas, é preciso paciência e tempo para cicatrizar algo ou alguém que lhe fez mal... Para algumas coisas é necessário a paciência e para outras quando já temos conhecimento é só preciso atitude!

Às vezes é necessário nos desprendermos de coisas antigas que nada mais acrescentam em nossas vidas, de modo com que dessa forma abriremos espaço para o novo chegar... Reflitam!! A historia é muito antiga, mas não menos curiosa. Algumas tribos africanas utilizam um engenhoso método para capturar macacos. Como estes são muito espertos e vivem saltando nos galhos mais altos das árvores, os nativos desenvolveram o seguinte sistema: 1) Pegam uma cumbuca de boca estreita; 2) Em seguida, amarram-na ao tronco de uma árvore frequentada por macacos, afastam-se e esperam. 3) Após isso um macaco curioso desce; 4) Enfia a mão. Apanha a fruta, mas como a boca do recipiente é muito estreita, ele não consegue retirar a banana. Surge um dilema: se largar a banana sua mão sai e ele pode ir embora livremente; caso contrário, continua preso na armadilha. Depois de um tempo, os nativos voltam e, tranquilamente, capturam os macacos que teimosamente se recusam a largar as bananas. O final é meio trágico, pois os macacos são capturados para servirem de alimento. Você deve estar achando inacreditável o grau de estupidez dos macacos, não é? Afinal, basta largar a banana e ficar livre do destino de ir para a panela. Fácil demais... O detalhe deve estar na importância exagerada que o macaco atribui à banana. Ela já está ali, na sua mão... Parece ser uma insanidade largá-la. Essa história é engraçada, porque muitas vezes, fazemos exatamente como os macacos. Você nunca conheceu alguém que está totalmente insatisfeito com o emprego, mas insiste em permanecer mesmo sabendo que está cultivando um infarto? Ou alguém que não está satisfeito com o que faz, e ainda assim faz apenas pelo dinheiro? Os casais com relacionamentos completamente deteriorados, que permanecem sofrendo, sem amor e compreensão? Ou pessoas infelizes por causa de decisões antigas, que adiam um novo caminho que poderia trazer de volta a alegria de viver? A vida é preciosa demais para trocarmos por uma banana – que apesar de estar na nossa mão, pode levar-nos direto a panela. Queridos Amigos!! Como é difícil deixar daquilo que não nos faz mais tão bem e nem nos trazem mais benefícios, principalmente quando estamos acostumados, pois dai então fingimos que esta tudo bem, fingimos que não ouvimos, não vemos e não falamos, por conta disso deixamos de buscar algo novo, algo que nos traga um novo sabor a vida... Saiba observar o momento certo de escolher outros e novos horizontes...

O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade. Winston Churchill Reflitam!! Era uma vez uma indústria de calçados aqui no Brasil que desenvolveu um projeto de exportação de sapatos para a Índia. Em seguida, mandou dois de seus consultores a pontos diferentes do país para fazer as primeiras observações do potencial daquele futuro mercado. Depois de alguns dias de pesquisa, um dos consultores enviou o seguinte fax para a direção da industria: "Senhores, cancelem o projeto de exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos." Sem saber desse fax, alguns dias depois o segundo consultor mandou o seu: "Senhores, tripliquem o projeto da exportação de sapatos para a Índia. Aqui ninguém usa sapatos, ainda...." MORAL DA HISTÓRIA: O obstáculo era o mesma para ambos tudo na vida pode ser visto com enfoques e maneiras diferentes. A sabedoria popular traduz essa situação na seguinte frase: "OS TRISTES ACHAM QUE O VENTO GEME; OS ALEGRES,ACHAM QUE ELE CANTA". Queridos Amigos!! O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos. A maneira como você encara a vida faz TODA a diferença! Um forte abraço!!

Para que as situações do dia a dia melhorem, o primeiro passo tem que vir de dentro de nós... Reflitam!! Talvez o mundo mude amanhã. Mas isso não é provável. As mudanças são lentas, apesar de toda a corrida que a gente enfrenta todos os dias. Ainda assim, seu mundo pode mudar de modo impressionante, nas próximas horas ou minutos, ou depois de ouvir esse texto! Porque tudo o que você está vendo, sentindo e tudo ao que você está reagindo, é porque existe um mundo real e um mundo "filtrado". A forma como vemos o mundo é definida por uma palavra grega chamada de "paradigma". Ela mostra que todas as grandes revoluções aconteceram devido a ruptura na forma de ver o mundo! Todos nós filtramos o universo de acordo com nossas próprias expectativas, crenças e princípios. Por isso, uma mesma cena pode comover uma pessoa e não causar absolutamente nada em outra. Cada uma delas teve uma diferente reação àquilo que viu com um filtro mental diferente. Tem uma historinha que explica o que estou querendo dizer: se passou no metrô de Nova York. As pessoas estavam calmamente sentadas, lendo jornais, divagando... Era uma cena calma, tranquila. De repente um homem entrou no vagão com os filhos. As crianças faziam algazarra e se comportavam mal e o clima mudou na hora! O homem sentou e fechou os olhos, aparentemente ignorando a situação. As crianças corriam de um lado para o outro, atiravam coisas incomodando a todos. Mesmo assim o homem não fazia nada. Ficou impossível evitar a irritação. Os passageiros não conseguiam acreditar que ele pudesse ser tão insensível! A certa altura, um passageiro, tentando manter a calma, virou para ele e disse: - Senhor, seus filhos estão perturbando muito. Será que não poderia dar um jeito neles? O homem olhou e disse calmamente: - Acho que o senhor tem razão. Eu deveria mesmo fazer alguma coisa. Acabamos de sair do hospital, onde a mãe deles morreu há uma hora. Eu não sei o que pensar, e parece que eles também não conseguem lidar com isso. Podem imaginar o todos sentiram naquele momento? O paradigma mudou! De repente, todos que estavam ali passaram a ver a situação de um modo diferente. E a irritação ali desapareceu. E os sentimentos de compaixão e solidariedade fluíram. O mundo não mudou, não é? Mas até você mudou, ao ouvir essas palavras. Mudou de paradigma, e isso causou uma reação diferente. Você e eu nunca vemos a realidade total. Vemos apenas uma parcela dela, que selecionamos, em grande parte inconsciente-mente. A única prisão real que a gente tem está em cima dos nossos ombros. E cada um tem uma chave-mestra. As coisas não mudam; nós mudamos! Queridos Amigos!! Nem todos os problemas é realmente do tamanho que nos os vemos... Somente nós temos o poder de reverter às situações através de um olhar diferente, pensamentos melhores e coração aberto... Um forte abraço!!

O sofrimento tem o tamanho que nós lhe damos... Reflitam! Era um dia quente de verão naquela cidade do interior do sul do Brasil. Mas apesar do calor a vida deveria seguir seu curso, normalmente. O jovem trabalhador acordou cedo, como de costume, e enfrentou a alta temperatura com bom ânimo e coragem. Trabalhou o dia todo, atendeu pessoas, suou muito, e, ao final da tarde estava exausto. Gostaria de ir para casa, tomar um banho, descansar, mas ainda teria que enfrentar uma sala de aula, sem ar condicionado. “Sou um infeliz!”, pensou consigo mesmo. Mas o que fazer? Era preciso ir para a Universidade, pois era cumpridor de seus deveres e a responsabilidade o chamava. Jogou rapidamente um pouco de água fresca no rosto, pegou a tradicional pasta com os materiais de estudo, e lá se foi... Caminhava pelas ruas e sentia mais e mais o desconforto do calor, a roupa úmida de suor, e se sentia ainda mais infeliz. “Oh vida dura! Não ter tempo nem para tomar um banho para aliviar a canseira, é demais”... Pensava. “Ainda se eu tivesse um carro para não ter que enfrentar esse calor infernal do asfalto!”... Subia uma ladeira, cabisbaixo, mergulhado nos próprios pensamentos, quando escutou, ao longe, uma melodia que alguém assoviava, com musicalidade e alegria. Olhou para trás, mas não avistou ninguém. Intrigado com o assovio que se tornava mais próximo a cada passo, percebeu que a sua frente algo se movia lentamente. Apressou o passo e foi se aproximando de um homem que se arrastava, lentamente, ladeira acima, com o auxílio das mãos. O homem não tinha pernas, e uma lona de borracha envolta no que restara de suas coxas eram seus sapatos... Como seus passos eram demasiado lentos, ele podia assoviar, admirar a paisagem, agradecer a Deus pela vida... O jovem, diante daquela cena, sentiu-se profundamente constrangido. Como pudera ter se deixado levar por tamanha ingratidão e infelicidade, por tão pouco?!... Olhando a situação daquele homem que se movia com tanta dificuldade e expressava sua alegria assoviando, ele ergueu a cabeça e seguiu com outra disposição de ânimo. Agora ele já não se achava a mais infeliz das criaturas, só porque o suor e o cansaço o incomodavam no momento... O sofrimento tem a dimensão que nós lhe damos. Por vezes, mergulhamos de tal forma nos próprios problemas que não percebemos que eles são pequenos demais para nos tirar a disposição e a alegria de viver. Há momentos em que as nossas lágrimas nos impedem de perceber o remédio, que está ao alcance de nossas mãos. Às vezes é preciso que se apresente uma situação mais grave que a nossa, ou um problema maior, para que possamos avaliar as reais dimensões de nossos sofrimentos. Isso não quer dizer que devamos ignorar as dificuldades que surgem no caminho, mas que devemos estar atentos para não permitir que nossas dores nos tornem egoístas e insensíveis. É importante refletir sobre o que leva uma pessoa sem pernas, que se arrasta pelas ruas, a fazer isto assoviando em vez de reclamar e se considerar o mais infeliz dos seres. Talvez essa pessoa entenda que a reclamação não tornaria a sua situação melhor, mas a alegria faz o sofrimento desaparecer. Assim, por uma questão de inteligência e bom senso, quando a situação estiver muito difícil, lembre-se daquele homem que em vez de subir a ladeira chorando, sobe assoviando. Afinal de contas, se a dor é inevitável, o sofrimento é opcional.

Todos nós temos um sonho que nos motiva... Qual é o sonho da sua vida? Reflitam!! Sonhos e mais sonhos que fazem o ser humano levar adiante a sua própria vida, e as vezes, sonhos dependentes, que nos fazem até acreditar que só com a realização dos mesmos teremos condições de seguir adiante, como o de ganhar em uma loteria, receber uma herança, uma promoção mágica, um emprego que aparece do nada, passar naquele concurso vitalício, entre outros. Mesmo com tantos sonhos, podemos classificá-los em dois tipos: Os sonhos que se sonham acordado, que são esses motivadores rápidos do dia a dia e que vão perdendo a força a medida que o tempo passa, ou conforme vão sendo realizados, e os "sonhos dos ideais da alma", que pode ser apenas um sonho, como por exemplo, o jovem que desde criança decidiu ser bombeiro, médico ou astronauta sei-lá, mas que persegue esse objetivo como ponto de honra na sua vida. Assim, como aquela criança que canta muito bem e já se sabe que ela vai tentar de todas as formas seguir cantando, ou o pequeno artista que vai ser ator com toda a certeza. Esses são os sonhos fundamentais, são a própria razão da nossa existência. Qual é o sonho do ideal da sua alma? O que te motiva? Onde você quer chegar? Será que você não anda se desviando do seu sonho ou quem sabe até sufocando-o em nome de algo ou alguém? Será que você não tem se perdido entre sonhos de consumo, ideias e ideais que não são seus? Pense com carinho no objetivo da sua vida, no foco que você deve se concentrar, assim se perde menos tempo, sofre-se menos e vive-se muito melhor. Qual é o sonho da sua vida? Defina-se e parta para a luta, sem esquecer-se que nunca é tarde para sonhar, nem para recomeçar... Eu acredito em você...

Queridos Amigos!! Palavras nos fazem pensar um pouco mais, mas exemplos ficam, eles é que marcam. Lembre-se sempre que não podemos exigir dos outros aquilo que não somos. Não falem apenas palavras bonitas, mas deem exemplos bons, pois são eles que confirmas quem realmente és!

Bom Dia Amigos!! É tão bom ser criança, nós adultos ficamos mais sério a medida que vamos crescendo, mas o natal renova as esperanças e a felicidade como os de um criança. Reflitam... Nós crescemos sim, mas na verdade gostamos da idéia de colocar "os sapatinhos na janela" Há tantas formas de se fazer isto: Podemos acender velinhas coloridas para cada sonho. Podemos escrever um bilhete e colocar escondidinho na árvore. Encontre um jeito todo seu de colocar os "sapatinhos na janela" e se não achar o seu jeito, simplesmente deixe lá fora os seus sapatinhos... e imagine que um belo Anjo deixará a bênção que você mais necessita. Queridos Amigos... Desejo para todos vocês que a magia do natal perdure o ano todo! Um forte abraço!!

Bom Dia Amigos!! O caminho que percorres pode ser maravilho ou de muito sacrifício, a diferença esta em como você aproveita a sua jornada... Reflitam!! Tinham ouvido falar de uma terra maravilhosa, onde havia ouro e prata e toda a sorte de riquezas; e mais: lá não havia dor, nem ódio, nem tristeza. Quem a descobrisse teria descoberto o paraíso. E partiram, cada qual com o seu mapa, que cada qual julgava o mais preciso. No caminho decidiram separar-se, já que um não acreditava no mapa nem no projeto de caminhada do outro. Cada qual foi arranjando outros companheiros e espalhando que o mapa dos outros era falso e não levava à terra prometida. O mapa deles, sim, era o certo. E lá se foram aqueles grupos em caravanas à procura do paraíso na terra, que seria porta de entrada para o paraíso no céu. Cantavam seus hinos, recitavam seus versos, tinham sua linguagem própria e apostavam na sua versão do mapa. Tinham o verdadeiro roteiro. Às vezes cruzavam seus caminhos, quase sempre para se acusarem de desvios. Mas a terra maravilhosa parecia cada dia mais impossível. Chegavam aos oásis, achavam que era, mas não era. Seus mapas precisavam ser interpretados e em geral, eram mal interpretados. Mil vezes disseram: chegamos. Mil vezes tiveram que admitir que ainda não era o que buscavam. Um dia um especialista em mapas e caminhos convocou uma reunião de todos. Queria ver os três mapas e checá-los com o original. - Como? Que original? Original é o nosso! - Não, disse ele, os três são traduções. O original está comigo. - Como, com você? - Fui eu que fiz o mapa. Quero ver o que vocês andaram fazendo com ele. Na ânsia de serem os mais certos, muitos de vocês andaram introduzindo coisas neles que eu jamais coloquei. Aceitaram ir e na reunião o caminhante disse: - A terra maravilhosa não existe aqui neste mundo, mas o caminho pode ser maravilhoso. Preocupados em chegar lá primeiro, vocês nem perceberam que a beleza do roteiro estava em caminhar juntos. E por não terem aprendido a caminhar juntos não aproveitaram nada dos seus mapas e por isso mesmo não chegaram. Dito isso, o caminhante desapareceu e os três descobridores descobriram muito tarde que, ou se busca junto um aprendendo com o mapa do outro ou ninguém chega.

VOU CONTAR PRA Á QUEM NÃO CONHECE O INICIO DO DITADO QUE TODA MÃE É CORUJA..DIZ A LENDA QUE O GVIÃO ESTAVA A PROCURAR FILHOTES PARA SE ALIMENTAR AI ENCONTROU DONA CORUJA E ELA DISSE QUANDO VIRES OS FILHOTES MAIS LINDOS EM UM NINHO NÃO OS COMA POIS SÃO OS MEUS ,LOGO ELE ENCONTROU AQUELE NINHO COM FILHOTINHOS FEIOS E OS COMEU ..MORAL DA HISTÓRIA:SEJA SEU FILHO FEIO OU NÃO AOS OLHOS DOS OUTROS PARA VOCE SEMPRE SERÁ O MAIS LINDO..ISSO É SIMPLESMENTE SER MÃE

E então estamos praticamente no natal Pq nos cumprimentarmos e refletirmos só nessa época Temos outros 364 dias para fazermos isso e deixamos só para esse dia Ai vem os falsos abraços,a bebedeira,a gula ,gastos exorbitantes e desnecessarios. Quando chega janeiro,a realidade :bolsos vazios,contas a pagar. Que tal sermos gentis,educados,amorosos,carinhoso o ano toso. Amigos de verdade sempre.

sábado, 15 de dezembro de 2012


Preciso de ajuda,eu não serei feliz nem quero continuar vivendo se for para ver meu filho se matando aos poucos. Porque só os ricos podem ter acesso a internação involuntaria com tudo do bom e do melhor. Vivo em psiquiatras,psicólogas,etc Dopada praticamente dia e noite prá ver se consigo sobreviver mais um dia.

Mães que choram há 16 minutos BOM DIA PESSOAL ,QUERO TRAZER A TITULO DE INFORMAÇÃO A VOCE QUE É DEPENDENTE QUIMICO,SEJA DE CIGARRO,ALCOOL OU DROGAS E TEM O DESEJO DE SE LIBERTAR HOJE LIGUEI NO "132" E O ATENDIMENTO É MARAVILHOSO,ESPERO QUE DE MUITO CERTO.VOCE PODE LIGAR GRATUITAMENTE 24 HRS POR DIA DO ORELHÃO,DE CASA,DE ONDE ACHAR MELHOR.NÃO ESQUEÇA DE ANOTAR SEU PROTOCOLO PARA PRÓXIMAS LIGAÇÕES..DETALHE:ELES AJUDAM TAMBÉM AS FAMILIAS A COMPREEENDEREM QUE O VICIO NÃO É UMA FALTA DE VERGONHA NA CARA OU UMA SAFADEZA E SIM SE TORNA UMA DOENÇA A PARTIR DE QUE VOCE NÃO CONSEGUE MAIS ABANDONA-LO;COMO TENHO O PROBLEMA EM CASA TORÇO PARA QUE CADA UM QUE DESEJA ABANDONAR QUALQUER QUE SEJA O VICIO TENHA SUCESSO ,MAS COLOQUE SEMPRE DEUS EM 1º LUGAR..EU NÃO SOU NINGUÉM ,APENAS UMA MÃE QUE SOFRE MAS SE QUISER CONTAR COMIGO,ESTOU AQUI..ABRAÇOS E BOA SORTE

UNEGRO RIBEIRÃO celebra Dia da Mulher Negra A UNEGRO – União de Negros Pela Igualdade de Ribeirão Preto realizou, nesta quarta-feira, evento em comemoração ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A data foi escolhida como marco internacional da luta e resistência da mulher negra durante o 1º Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, na República Dominicana, em 1992. A coordenadora regional da UNEGRO, Ana Almeida, orientou os trabalhos e na sua manifestação inicial, falou sobre as especificidades e dificuldades enfrentadas pela mulher negra. A capoeirista Saruê fez um depoimento comovente. O Coral Aquarela apresentou várias músicas em homenagem às mulheres. A Terapeuta Lúcia Helena Tavares de Oliveira ministrou palestra motivacional com o tema: A Mulher Negra e o Mercado de Trabalho e realizou exercícios que empolgaram o público. A Equipe de Helenice Tranças realizou um belo desfile de Penteados Afros. O vereador André participou da atividade. http://2.bp.blogspot.com/-m48ImQKrb-k/UBpfo1gSkCI/AAAAAAAACd0/PY7_pl2PyNA/s320/a100_2124.jpg